OS BENEFÍCIOS DA AVEIA

Em todo o mundo, estudos mostram estreita correlação estatística entre níveis de colesterol no sangue e morte por doença coronária. Segundo dados do Ministério da Saúde, no Brasil, as doenças cardiovasculares têm sido responsáveis por 300 mil óbitos anuais e representam os maiores custos da Previdência Social, resultantes de licenças e aposentadorias.

As fibras alimentares podem ser divididas em duas categorias: fibra solúvel e fibra insolúvel, com base nas suas propriedades físicas (capacidade de retenção, absorção, adsorção de água, capacidade de troca catiônica e absorção de moléculas orgânicas) e funções fisiológicas.

As fibras solúveis incluem pectinas, mucilagens, beta-glicanos e algumas hemiceluloses. As pectinas são encontradas principalmente em frutas e vegetais, especialmente em maçãs, cenouras e laranjas. Outras formas de fibra solúvel estão presentes nos farelo de aveia, na cevada e nas leguminosas. A influência das fibras solúveis no trato alimentar está relacionada à sua habilidade de reter água e formar géis e também ao seu papel como substrato para fermentação de bactérias colônicas.

Farelos de cereais, tais como os de arroz, de aveia, de trigo e de milho são utilizados em grande escala na alimentação animal, mas deveriam ser também utilizados na alimentação humana, pois fornecem, além da fibra, proteínas, calorias e quantidades consideráveis de vitaminas e minerais; são de custo baixo e de fácil obtenção, pois qualquer moinho de cereais é aparelhado para o seu fornecimento. O que vem limitando o uso na alimentação humana é a falta do hábito alimentar e a não-preocupação com os padrões higiênicos ideais para a obtenção do farelo.

O farelo de aveia, obtido da moagem do grão de aveia, tornou-se nos últimos tempos objeto de estudos mais aprofundados em função de suas propriedades funcionais e benefícios à saúde humana, por auxiliar na redução dos níveis de colesterol do sangue.  A concentração de fibra solúvel no grão de aveia é relativamente maior quando comparada com os demais cereais, sendo os componentes mais importantes os Beta-glicanos.

Em relação aos efeitos dos farelos de cereais na diminuição do colesterol, o farelo de aveia mostrou-se mais efetivo no controle do colesterol do que o farelo de trigo. Além de efeitos no colesterol total, também diminuiu o LDL (‘mau colesterol’) e triacilglicerol sérico e aumento dos níveis de HDL (‘bom colesterol’) sérico.

Além disso, a fibra solúvel na aveia retarda a digestão do amido, que por sua vez ajuda a prevenir um rápido aumento do açúcar no sangue; auxilia no bom funcionamento intestinal; ajuda na perda de peso por manter a saciedade por mais tempo; ajuda a reforçar o sistema imunológico e combate de infecções.