FARINHA DE BANANA VERDE

A banana além de ser nutritiva, acessível à maioria da população e disponível o ano todo, é o quarto produto alimentar mais consumido no mundo.

A banana verde não é consumida principalmente devido à típica dureza e a sua elevada adstringência, acarretada pela presença de compostos fenólicos solúveis (taninos). Consequentemente, a obtenção de farinhas é a principal alternativa para assegurar a utilização dos frutos verdes pela indústria de alimentos.

Ela é fonte de amido resistente e sais minerais, tais como potássio, cálcio, ferro, magnésio. Além dos benefícios nutricionais, a produção de farinha de banana verde contribui na redução das perdas pós-colheita, aumento do tempo de vida de prateleira e na agregação de valor à fruta.

O amido resistente nada mais é do que parte da molécula do amido que resiste à degradação, ou seja, à digestão no intestino, servindo como alimento para as bactérias boas do intestino, por isso a farinha de banana verde é considerada alimento funcional.

A inclusão do amido resistente na alimentação tem sido associada à redução dos níveis de colesterol LDL, assim como a redução de triglicerídeos.

A farinha de banana verde pode ser consumida com frutas, sucos, vitaminas, colocar no feijão e até em bolos e pães.